Afinal, o que é Meio Ambiente?

Atualizado: Mar 18



Quando pensamos em meio ambiente, o mais comum é pensar em grandes florestas verdes, vários animais e uma vasta quantidade de criaturas vivas. Porém “meio ambiente” não se resume a isso. Meio ambiente pode ser classificado como a soma dos elementos físicos, químicos, biológicos e sociais presentes em um determinado local.


Componentes vivos ou não são capazes de realizar mudanças no ecossistema, ou seja, desde plantas e animais, até a quantidade de recursos disponíveis são considerados partes igualmente importantes do meio ambiente. Para classificar tais recursos usamos os termos referentes a composição do meio ambiente, sendo esses a atmosfera referente a camada de ar ao redor do planeta, litosfera é a camada sólida mais superficial do planeta, hidrosfera é composta pelos diferentes corpos de água e biosfera pelos diferentes seres vivos.


Cada ação que modifica as proporções de elementos pré-existentes coloca em risco a funcionalidade do ecossistema e os grandes responsáveis por essas modificações somos nós humanos. O estilo de vida que temos hoje é bastante confortável, com a quantidade de bens, a facilidade de se obter informações e a possibilidade de se conectar, no entanto tudo isso requer não só um trabalhador que o produza, mas matérias primas que possam ser transformadas nos bens que utilizamos e tudo isso afeta o meio ambiente em que vivemos.

Parece meio injusto culpar nosso estilo de vida desse jeito né?


Toda nossa comodidade permite que nós possamos sobreviver, mas como separar sobrevivência, conforto e luxo? O uso de combustíveis fósseis, o envenenamento das águas, a quantidade absurda de plástico nos oceanos e o desmatamento das florestas que abrigam a fauna silvestre são exemplos do nosso impacto. Enquanto habitantes deste planeta, nós humanos compomos apenas 0,01% da biomassa presente, no entanto já fomos responsáveis pela extinção de 83% dos mamíferos selvagens e 50% da vegetação. De todos os mamíferos vivos apenas 4% são animais selvagens, os humanos compõem cerca de 36% e os 60% restantes são animais destinados a indústria da carne.


O equilíbrio que uma vez existiu não se faz mais presente, e os resultados dessa incessante busca por recursos podem ser observados nas mudanças climáticas, no desaparecimento de espécies. Quando grandes mudanças ocorriam, no decorrer da história da Terra, sempre houve um período de adaptação, no entanto, o planeta e seus demais habitantes não tem se mostrado rápidos o suficiente para acompanhar o passo do homem, e não formos mais devagar, muito em breve não haverá mais de onde retirar recursos. A sustentabilidade entra como chave no processo de reversão de danos causados. Viver de maneira sustentável significa coexistir em harmonia com a natureza de modo que você vive com conforto, e as próximas gerações também poderão aproveitar a vida aqui. Não parece muito, mas as pequenas atitudes que tomamos podem causar grandes impactos no futuro, como utilizar madeira reflorestada, diminuir o consumo de plástico, reciclar, diminuir o consumo de carne, usar meios de transporte alternativos, não consumir produtos de marcas responsáveis por desastres ambientais. Atitudes a longo prazo trazem mudanças que parecem demorar a chegar, mas que duram para sempre.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo