top of page

Alexandre de Moraes ordena soltura de mais de 100 presos após ataques do dia 8 de janeiro

Segundo apuração da TV Globo, os soltos terão que usar tornozeleira eletrônica e estão proibidos de utilizar redes sociais e de saírem do país.



Cerca de 800 pessoas seguem presas após ataques antidemocráticos do começo do ano (Foto: Reprodução/GloboNews)


Nesta semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, determinou a soltura de 102 pessoas presas após os atos golpistas de 8 de janeiro. De acordo com a decisão, os soltos poderão voltar para suas cidades, mas precisarão utilizar tornozeleira eletrônica.


Além disso, segundo apurado pela TV Globo, o ministro ordenou outras medidas cautelares, como por exemplo: recolhimento domiciliar noturno e nos fins de semana; terão passaportes cancelados; não poderão utilizar as redes sociais; terão os portes de arma suspensos; não poderão se comunicar com outros indivíduos investigados; e precisarão se apresentar para a Justiça semanalmente.


A princípio, os despachos de Alexandre de Moraes estão sob sigilo. No entanto, sabe-se que as medidas têm efeito imediato, e servem como alvará de soltura. Assim, dos 1,4 mil presos entre os dias 8 e 9 de janeiro, 800 seguem encarcerados. O ministro do STF já havia decidido pela liberdade de pessoas presas com condutas menos graves.


Anteriormente, Alexandre de Moraes já havia ordenado soltura de pessoas com enfermidades e outros presos, por decisões individuais, após audiência de custódia.

0 visualização0 comentário
bottom of page