Cachorro que ficou preso em toca de coelho é salvo depois de 12 horas de resgate

O cachorro estava perseguindo coelhos quando acabou preso na toca dos bichinhos e deu um trabalhão para os bombeiros


Os socorristas conseguiram tirar o cachorro, que já estava sufocando, depois de 12 horas (Foto: Reprodução/Zoorprendente)


Querendo ou não, os cachorros muitas vezes são como pequenas crianças, e você tem que ficar de olho em suas brincadeiras. A família de pet Max aprendeu essa lição de forma assustadora, quando o cachorro quase morreu sufocado ao ficar preso em uma toca de coelho.


Os bombeiros de uma cidade da Inglaterra responderam ao chamado peculiar do tutor de Max relatando o acidente com o cachorro. O bichinho tinha saído para perseguir coelhos, sem saber que estava indo para uma verdadeira armadilha.


Aparentemente, o tutor tentou puxar Max para fora, mas acabou o afundando mais. Assim, o cachorro ficou preso em um buraco no meio da terra. O maior medo era que o cão sufocasse, então a Unidade Técnica de Resgate Técnico da West Sussex Fire and Rescue Service (TRU) correu para o local.


Resgate difícil

Os socorristas precisaram usar equipamento de reconhecimento de som e imagem digital para rastrear o paradeiro de Max no sistema de túneis que os coelhos tinham construído.


“Assim que conseguimos abrir um buraco no túnel, Max enfiou sua cabeça para fora e conseguiu sair. Com uma pequena ajuda de seu tutor, o cãozinho tinha energia suficiente para escapar”, disse Charlie Eastwell, comandante da tripulação da TRU.

Embora o incidente possa parecer simples, este resgate levou quase 12 horas e durante todo este tempo o corajoso Max estava lutando no subsolo para se manter vivo. Mas o cachorrinho não estava sozinho. Quando o cão foi libertado, uma raposa bebê que havia sido presa também foi resgatada.


A raposa fugiu e entrou nos arbustos logo após o resgate. Enquanto isso, Max correu para os braços de seu amado tutor. Felizmente, o cão não se machucou, mas estava com sede e assustado após 12 horas preso na toca. “Ficamos todos felizes em ver Max com seu tutor novamente. Estamos confiantes de que tanto ele como a raposinha aprenderam sua lição e ficarão fora dos túneis do coelho”. disse Charlie. A equipe deixou o local quase às 3h da manhã, após o incrível trabalho de resgate.



Foto: Reprodução/Zoorprendente


“Não só não queremos que as pessoas se coloquem em risco tentando resgatar seus animais de estimação, mas temos equipamentos, tais como dispositivos de escuta e câmeras, que nos permitem localizar o animal com o mínimo de interrupção e destruição da rede de túneis”, disse ela.


Foto: Reprodução/Zoorprendente

1 visualização0 comentário