Golpes ligados à vacinação contra Covid-19 tentam roubar dados e clonar WhatsApp



A Polícia Civil alerta para um novo golpe em meio à pandemia. Com o início da vacinação contra a Covid-19, criminosos estão se passando por servidores do Ministério da Saúde para roubar dados de quem tem interesse em se vacinar.

O golpe funciona da seguinte forma: alguém liga para o celular da vítima e pede dados pessoais para agendar data e hora da imunização. Para ter acesso aos dados, os golpistas solicitam que a pessoa confirme informações, acesse links ou envie códigos de acesso.

Em outras versões do mesmo golpe, a mensagem chega através de e-mail ou aplicativos de conversa, como o WhatsApp

De posse dos dados fornecidos pelas vítimas, os golpistas criam contas em bancos digitais, utilizam as informações para efetuar compras, fazem cartões de crédito e até cadastram linhas telefônicas para aplicar outros crimes.

“O alerta é para que as pessoas tomem cuidado com as mensagens que chegam. E mesmo que venha de alguém conhecido, é preciso verificar a informação nos sites dos órgãos oficiais, como Ministério da Saúde, Secretaria da Saúde e prefeituras. Além disso, nunca clicar no link, fornecer dados ou enviar código recebido por SMS”, ressaltou Leandro Basson, investigador de polícia e chefe do 2º Distrito Policial de Jundiaí

“Caso receba solicitação de cadastro, não forneça dados e denuncie às autoridades. Para a vacinação, não há cadastro prévio. A pessoa que for ser vacinada pode ser identificada e cadastrada na hora”, concluiu Leandro.




6 visualizações0 comentário