Homem é multado por manter aves silvestres em gaiolas

Atualizado: Mar 18




Um morador de Sorocaba (SP) foi multado em R$ 4,5 mil por manter aves silvestres em gaiolas, além de indícios de adulteração de anilha dos pássaros. A abordagem ocorreu neste sábado, no bairro Vila Nikkey.


A Polícia Ambiental encontrou nove aves silvestres, além de outras 34 exóticas – de origem de outro país e não compõem a fauna brasileira.

Policiais receberam denúncia de irregularidades e foram até o local, onde encontraram as aves. Na residência havia três trinca-ferros (Saltator similis), um pássaro-preto (Gnorimopsar chopi), dois coleirinhos-papa-capim (Sporophila caerulescens) e três canários-da-terra (Sicalis flaveola).

A polícia constatou que as aves apresentavam sinais de domesticação e estavam em gaiolas individuais, colocadas na parte externa da residência, com disponibilidade de água e alimentação adequada, protegidos contra o ambiente exterior.

Durante vistoria, a equipe verificou que duas aves tinham anilhas com indícios de adulteração, configurando crime de adulteração/falsificação de selo ou sinal público. O morador não apresentou nota fiscal ou qualquer documento de posse dos animais. Também foram encontrados na casa outros 34 pássaros, sendo cinco calopsitas (Nymphicus hollandicus) e 29 cánarios-do-reino (Serinus canaria).


Como esses animais são considerados exóticos, e todos acomodados em viveiros apropriados, sem sinais ou indícios de maus-tratos, a polícia informou que não havia providências penais ou administrativas a serem adotadas.

A multa de R$ 4,5 mil é referente às nove aves silvestres. As aves foram recolhidas e serão levadas ao Cras Pet do Parque Ecológico do Tietê, pois não estavam aptas para a soltura imediata, informou a polícia.

Fonte: G1

17 visualizações0 comentário