México: Estudantes desenvolvem refúgios para salvar abelhas selvagens

Os jovens tentam compensar pelos estragos feitos pela intervenção humana no habitat natural das abelhas. A desflorestação e a expansão progressiva do tecido urbano são as principais ameaças.



Imagens: Pexels | Frank Meriño


Estudantes do ensino secundário do estado mexicano de Jalisco uniram esforços para conduzir a mais nobre das missões: salvar a população de abelhas selvagens da região do que se prefigura ser uma catastrófica extinção. Os alunos fizeram uso de materiais naturais para construir refúgios com o propósito de garantir que os enxames continuam a conduzir trabalhos de polinização na zona em que vivem.


Com idades compreendidas entre os 17 e os 18 anos, os jovens desenvolveram os chamados “hóteis para abelhas” para proteger os últimos enxames de abelhas selvagens que ainda fazem da região do município de Zapopan o seu habitat e para compensar o estrago feito pela intervenção humana. Problemas como a deslorestação e a expansão progressiva do tecido urbano colocaram ao longo dos últimos anos o habitat das abelhas, disse Lia Quezada, aluna do terceiro ano da Escola Secundária Signos à agência EFE.

Share this:

8 visualizações0 comentário