top of page

'Me prender a troco de quê? Não fiz nada', diz suposto homem detido por importunação sexual


Vídeo RS Notícias - Dircélio Timóteo


O pedreiro Jailson Barros, de 44 anos, tenta entender o motivo de ser acusado de algo que diz não ter cometido após boato que se espalhou pelo WhatsApp, de estar importunando sexualmente algumas alunas, ao saírem de uma escola que fica próxima a rua Esterina Brena Mojola no Jardim Santa Gertrudes.


Ele contou que foi abordado por pais de alunos, e tentou de todas as maneiras se explicar e se defender, mas não conseguiu. "Não me deram atenção!", diz ele.


Jailson comenta que o vídeo produzido no momento da abordagem foi compartilhado pela população local, gerando comentários ruins e incitação para um possível linchamento. Temendo pela vida, Jailson, entrou em contato nesta quarta-feira (29) com o GM Fábio Augusto (Fabinho), que mesmo estando de folga, se propôs em atender o pedido. O GM entrou em contato com uma viatura que estava fazendo ronda no bairro e conduziu o morador para a 6° Delegacia de Polícia de Jundiaí, onde foi ouvido pela delegada Rubia Braz Scarpa Fleming.


O acusado explicou que estava na via apenas descansando, já que o lugar era tranquilo e oferecia sombras. Ele justificou que fugiu da abordagem dos pais temendo por apanhar.


Jailson falou sobre a atitude tomada pela população por conta de um boato e que a situação poderia ter um fim diferente.


"Tinha muitas pessoas nos grupos falando que iam me matar por causa desse WhatsApp, que tá incriminando as pessoas e matando as pessoas sem ter culpa. Eu tô morto de vergonha da minha esposa, da minha família, por estar passando uma situação dessa. Querem matar, bater em um homem trabalhador. O pessoal queria me linchar a troco de quê? Eu não fiz nada de errado. Eu simplesmente tô trabalhando... trabalhando honestamente e ser abordado por homens desconhecidos e ser detonado na sociedade, nas redes sociais a troco de quê? ", desabafou.*

A mãe da menina de 13 anos que foi importunada sexualmente, diz que lamenta o resultado. 'Sentimento de impunidade’ – disse ela, que preferiu não se identificada.


Jailson foi liberado e colocou-se a disposição da justiça.



Vídeo RS Notícias - Dircélio Timóteo

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page