POLUIÇÃO

Poluição é a degradação do meio ambiente que ocorre por meio de alterações químicas ou físicas, devido, por exemplo, ao lançamento de substâncias. Esse processo de degradação pode desencadear prejuízos a todos os seres vivos, à saúde humana, ao bem-estar e também à economia. A poluição pode ocorrer devido às ações do homem, mas também pode ter causas naturais.



Existem diversas formas de poluição, como a atmosférica, que é a poluição do ar, a poluição hídrica, que afeta os corpos d'água, a poluição sonora, causada por excesso de ruídos, entre outras. As formas de poluição devem ser combatidas pelas atitudes diárias de cada indivíduo bem como por meio da elaboração de políticas de prevenção e fiscalização.


O que é poluição


Poluição pode ser definida como o resultado de atividades antrópicas ou meios naturais que desencadeiam a degradação do meio ambiente. A degradação do meio ambiente pode decorrer de lançamento de substâncias no meio assim como alterações estéticas. A poluição está, geralmente, ligada às ações antrópicas pela descarga de diversos materiais no ambiente (no solo, na água ou no ar), promovendo a sua degradação. No entanto, a poluição também pode ocorrer devido a processos naturais, como por meio das erupções vulcânicas, que lançam diversas substâncias tóxicas no ambiente, como o dióxido de enxofre, causando, por exemplo, a poluição do ar.


A poluição causa a degradação do ambiente, afetando os organismos que ali vivem, além de desencadear problemas econômicos, já que diversas atividades dependem de um meio ambiente equilibrado para que possam ser desenvolvidas. Além disso, os danos causados ao meio ambiente podem afetar diretamente na saúde e no bem-estar dos seres humanos. A poluição do ar, por exemplo, está relacionada ao surgimento de diversos problemas respiratórios ou mesmo à piora no quadro de saúde de seus portadores.


Tipos de poluição

A poluição pode afetar os mais diversos ambientes, apresentando diferentes causas e consequências. A poluição pode ser então classificada de várias formas. A seguir, apresentamos alguns de seus tipos.


  • Poluição atmosférica

O lançamento de gases tóxicos e material particulado proveniente de fábricas, carros, queimadas, cigarros, entre outros meios, afeta a qualidade do ar, provocando a poluição atmosférica. Esse tipo de poluição não afeta apenas o local onde ocorreu o lançamento de determinado material na atmosfera, pois a ação dos ventos permite que essa poluição espalhe-se e afete diversas localidades.


A poluição atmosférica pode desencadear diversos problemas de saúde na população, como problemas respiratórios, acidente vascular cerebral (AVC), doenças do coração e câncer, além de agravar o quadro de pacientes que já apresentem alguma doença.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de oito milhões de pessoas morrem, por ano, no mundo em decorrência da má qualidade do ar. A poluição atmosférica também está diretamente relacionada a problemas ambientais, como a chuva ácida, a intensificação do efeito estufa e as mudanças climáticas.



  • Poluição hídrica

A poluição hídrica ocorre devido à presença na água de substâncias que causem prejuízos a diferentes seres vivos. Dentre elas podemos destacar os agrotóxicos utilizados nas lavouras, os rejeitos de fábricas e o esgoto doméstico não tratado. Essas substâncias causam a contaminação dos corpos d'água, afetando não só os seres vivos que habitam esses ambientes, mas os seres humanos, que dependem desse recurso para sua sobrevivência.


Uma grande parcela da população mundial, ainda nos dias de hoje, não tem acesso à água tratada, o que se torna um sério problema, pois o consumo de uma água de má qualidade pode desencadear diversas doenças, como algumas verminoses.




  • Poluição do solo

A poluição do solo é decorrente do lançamento de substâncias em sua camada superficial. Entre os elementos causadores desse tipo de poluição, temos os agrotóxicos utilizados na lavoura, o lixo descartado de forma inadequada, além de outros materiais provenientes da falta de saneamento básico.


A contaminação do solo pode afetar sua produtividade, atrair a presença de organismos vetores de doenças, além de contribuir para a poluição hídrica, pois, quando chove, esses materiais que poluem o solo podem ser carregados para os corpos d´água ou mesmo infiltrar no solo e atingir o lençol freático. Além disso, esses poluentes podem entrar na cadeia alimentar e colocar em risco a segurança alimentar.

  • Poluição sonora

Esse tipo de poluição é causado pelo excesso de ruídos no ambiente. Tal problema é bastante comum em grandes cidades, devido ao ruído provocado, por exemplo, pelos meios de transporte, máquinas, obras, sirenes e carros de publicidade.


A poluição sonora pode estar presente também dentro de nossas próprias residências, devido à utilização de aparelhos eletrônicos com o volume muito alto. Ela pode desencadear irritação, cansaço, dificuldade de concentração, insônia e até mesmo problemas auditivos.


  • Poluição visual

Esse tipo de poluição é caracterizado pela presença de materiais de comunicação em excesso, como propagandas, cartazes, banners, outdoors, além de lixo espalhado em locais não adequados.


A poluição visual é bastante comum nas grandes cidades e pode causar desconforto visual, cansaço, irritação e até mesmo alguns transtornos psicológicos, já que encobre e reduz as áreas verdes, além de quebrar a harmonia visual nos grandes centros urbanos.


Formas de combater-se a poluição


É essencial a criação de políticas públicas bem como as ações diárias de cada indivíduo para combater-se o aumento da poluição, em todas as suas formas, em todo o mundo. Dentre as ações que podem ajudar nesse processo, podemos destacar:

  • Promover a educação ambiental. Apenas entendendo o problema, a população poderá atuar para evitá-lo.

  • Evitar o uso do carro. Opte pelo uso de bicicletas, carona solidária e transporte público para realizar o seu deslocamento.

  • Escutar música e televisão em volumes mais baixos.

  • Fazer o descarte adequado do lixo, reciclando-o e reutilizando-o sempre que possível.

  • Evitar o consumo exagerado.

  • Saneamento básico.

  • Proporcionar benefícios fiscais a empresas que não poluem.

  • Promover ações de fiscalização, punindo os infratores e garantindo, assim, a defesa do meio ambiente.





9 visualizações0 comentário