top of page

Professores da Rede Municipal recebem formação da Escola do Futuro da USP

Ação foi feita para mais de 660 professores com o objetivo de facilitar o processo de aprendizagem, unindo o conteúdo com as novas tecnologias



A Prefeitura de Várzea Paulista tem investido na qualificação dos profissionais da rede, em prol de uma educação humanizada e acolhedora de qualidade. Por isso, nesta quinta-feira (26), os mais de 660 professores da rede municipal participaram de uma formação que faz parte do Projeto Ecossistema de Inovação na Educação Básica, desenvolvido pelo Nace – Escola do Futuro da USP (Universidade de São Paulo), que tem como objetivo facilitar o processo de aprendizagem, unindo o conteúdo às novas tecnologias.


O prefeito professor Rodolfo Braga comentou que preza muito pela humanização dos servidores e alunos.


“Nós, professores, trabalhamos com a maior matéria prima do mundo, por isso temos que investir no acolhimento dos nossos alunos, eu sou professor então sou suspeito pois eu amo a educação e o que eu puder fazer por vocês eu vou fazer, estou sempre em busca de recursos para fazer um trabalho bonito na nossa cidade, pois acredito que não é com armas que vamos acabar com a violência e sim com uma boa educação”, disse o prefeito.


De acordo com a gestora municipal de Educação, Magali Souza, esse projeto de ações formativas tem a finalidade de alavancar a educação.


“O prefeito tem feito grandes coisas para o nosso município. O fato dele ser professor faz com que ele veja nossas demandas e necessidades. Por conta de todo esse respaldo, hoje estamos tendo essa ação que foi construída por meio de uma parceria feita com a USP, para que o projeto tivesse a cara da Rede Municipal”, comentou.


Servidores demonstram satisfação com formação


A professora Maria Carolina Destro de Oliveira, da Educação Infantil, relatou que acha muito relevante esse tipo de formação.


“Eu acho importante haver essas ações, para que, assim, a gente possa aprender como usar a tecnologia para nos auxiliar, pois atualmente as crianças estão diferentes por conta dela. Então, nós professores também temos que mudar. Além disso, aprendemos a filtrar notícias falsas, para conseguir acalmar e orientar os alunos e as famílias”, declarou.

Para a coordenadora do Cemeb (Centro Municipal de Educação Básica) Arnaldo Neto, Maria Lúcia Galiano, esse tipo de palestra é muito importante.


“Nos dias de hoje, todos eles já sabem mexer em celulares. Por isso, é importante que nós, profissionais da educação, usemos a tecnologia como nossa grande aliada, temos que tirar o nosso preconceito e utilizar ela como uma ferramenta de inclusão para todas as nossas crianças”, finalizou.


0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page