Projeto em Várzea Paulista leva jovens para aula educativa no Parque Estadual do Juquery



Na última sexta feira (09), a A Unidade Gestora de Desenvolvimento Social, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em parceria com a Associação Eco & Vida, acompanhou os jovens do projeto – Novas Trilhas, em mais um passeio socioeducativo. Desta vez, eles foram conhecer o Parque Estadual do Juquery, em Franco da Rocha.


“Esse passeio busca incentivar todos os jovens do grupo para que busquem sempre o melhor em suas vidas, os passeios além de colocá-los em contato com o espaço e suas curiosidades, funciona como meio para sociabilização e interação entre os profissionais do projeto e com outras pessoas do grupo”, comentou a psicóloga Bruna Silva.

O CREAS através do Projeto Novas Trilhas, busca fortalecer o trabalho de acolhimento dessas pessoas, estimular vínculos e priorizar a construção de suas relações com o processo de atendimento da instituição.





A ação também contou com a colaboração da monitora e bióloga ambiental Raquel Santos, que apresentou o espaço e suas áreas de mata atlântica e cerrado, além de uma rica biodiversidade de plantas, animais e mananciais do Sistema Cantareira. Sempre atenta e disposta, respondeu várias perguntas, principalmente sobre a origem do espaço e a história do antigo hospital psiquiátrico.






“O dia rendeu muito” – disse Bruna, completando que os participantes aprenderam, se divertiram e puderam se refrescar com banho de mina, onde uma queda d´água natural atenuou o calor, depois de quase 7 km de trilha para chegar a um dos pontos do parque.


Nem mesmo se acomodaram na van para o retorno, e o grupo já queria saber da data do próximo passeio.



Foto: Dircélio Timóteo


Sobre o Parque Estadual do Juquery


Situado entre os municípios de Caieira e Franco da Rocha, na Grande São Paulo, o Parque Estadual do Juquery é uma reserva de 3 hectares que resguarda o último fragmento de cerrado da região Metropolitana de São Paulo.


São seis trilhas sinalizadas com diversos níveis de dificuldades que levam a mirantes e belos cenários intercalando os biomas de cerrado e Mata Atlântica pelo caminho. A mais famosa delas – e a mais longa – é a trilha do Ovo da Pata. Com mais de 13 quilômetros, o trajeto alcança um morro de 900 metros de altitude e permite ao apreciar a vista panorâmica das cidades vizinhas, do Vale do Rio Juquery, da Serra da Cantareira e do Parque Estadual do Jaraguá.

Durante o trajeto nas trilhas não é difícil avistar seriemas, aves que se tornaram símbolos do parque, além de corujas, cachorro do mato, sagui, teiú, entre outros animais. Também é possível encontrar espécies da flora como ipê amarelo, cedro, pequi e barbatimão.

Há, espalhadas em pontos estratégicos do parque, duas torres de observação. De cima dessas estruturas, que medem aproximadamente 30 metros de altura, é possível ter uma visão privilegiada da região. Elas são também são usadas como mirantes para a prevenção de incêndios.

O Parque Estadual do Juquery foi criado em junho de 1993 em razão de sua importante função de preservar as áreas de Mananciais do Sistema Cantareira. Há muito tempo, o espaço abrigava o Hospital Psiquiátrico do Juquery, projetado por Ramos Azevedo e fundado por Franco da Rocha em 1895. O local ainda mantém a estrutura de seu antigo prédio, sendo possível avistá-la em muitos pontos das trilhas.

Como chegar: Acesso pela Rua Miguel Segundo Lerussi. Bairro Parque Industrial, Franco da Rocha – SP. Através do google maps é possível traçar uma rota de onde você estiver até o local.

Dicas: Para quem pretende se aventurar pelo Parque Estadual do Juquery, uma dica é levar chapéu e água para beber, pois o parque é uma área aberta e com poucas árvores para sombra.

Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 8h às 17h.




6 visualizações0 comentário