Protetores e entidades se unem em força-tarefa por animais vítimas das chuvas

Protetores independentes e entidades de proteção animal de toda a Região se uniram em força-tarefa para socorrer ONGs e associações de amparo, além de diversas famílias prejudicadas pelas chuvas. O pedido de ajuda é em regime de urgência e a necessidade vai desde materiais de construção a voluntários que possam se unir pelos bichos.


Protetores independentes e entidades de proteção animal de toda a Região se uniram em força-tarefa para socorrer ONGs e associações de amparo, além de diversas famílias prejudicadas pelas chuvas. O pedido de ajuda é em regime de urgência e a necessidade vai desde materiais de construção a voluntários que possam se unir pelos bichos.

Pelo menos dois abrigos, a SOS Animais Abandonados (em Jundiaí ) e a ONGAmalo (em Louveira) foram bastante afetados e alguns bichos precisaram ser socorridos em lares temporários.

Em Campo Limpo Paulista a situação é drástica, no distrito do Botujuru, onde várias famílias estão sendo retiradas de áreas de risco e, segundo a Força-Tarefa, os animais estão sendo deixados para trás.

Também em Campo Limpo Paulista, o Abrigo Independente Amigo Fiel teve os animais prejudicados pela forte chuva, que destruiu várias telhas.

A protetora Samantha Vogado, membro do Conselho de Bem Estar Animal de Jundiaí e também da União das Ongs e Protetores de Animais (Uopa),contextualiza toda a situação.


“Neste momento há uma força-tarefa formada por protetores e ONGs para ajudar os animais vítimas das enchentes em nossa região.

Alguns já foram abrigados. Outros, porém, como em Campo Limpo, estão sendo deixados para trás”, disse ela, que completa.


“Algumas pessoas tiveram de deixar suas casas, que correm risco de desabar. Outras famílias, por outro lado, se recusam a sair por causa dos bichos, por não quererem abandoná-los. Estamos enviando também mensagens aos vereadores de todas as cidades pedindo ajuda. Precisamos divulgar que os animais e seus donos estão em risco de morte e precisam ser resgatados juntos”, disse ela.

Citada pela protetora, a Prefeitura de Campo Limpo foi procurada pela reportagem e informou que já levou vários animais para um abrigo provisório e que está estruturando uma rede de apoio para abrigar animais de famílias que estão sendo retiradas de áreas de risco.

ENTIDADES

Em Louveira, a OngAmalo foi tomada por água e muita lama, assim como a SOS Animais, em Jundiaí. Muitos bichos precisaram ser retirados e outros estão em meio ao lamaçal. Por este motivo, inclusive, os diretores dessas entidades estão precisando de voluntários que possam ajudar na limpeza, durante esta semana. Também houve destruição de baias.

No Abrigo Independente Amigo Fiel, em Campo Limpo, várias telhas fora quebradas e as baias foram alagadas. Nenhum animal se feriu, mas muitos estão desabrigados dentro do próprio local.

COMO AJUDAR

Entidade: SOS Animais Do que precisa: 6m³ de pedrisco e voluntários para mão-de-obra durante esta semana. Ajuda financeira:Pix: CNPJ: 12983370000175 (Associação Beneficente SOS Animais Abandonados) Telefone:(11) 95461-4018 e (11) 98353-1744

Entidade: ONG Amalo Do que precisa: Produtos de limpeza e mão-de-obra durante esta semana. Telefone:(19) 99142-4850

Entidade: Amigo Fiel Do que precisa:Telhas Brasilit, tamanho 1mt x 2,44 mt (urgente) Ajuda financeira: Banco do Brasil, Ag.4386-9, CC 115517-2 ou Pix03267715814(CPF) - Rita de Cássia de Aguirre Bernardes Dezena / /Banco Itau, Ag 0162 CC 21937-2 ou Pix152540598 50 (CPF) - Regina Barboza

Entidade: Protetora independente Vanessa (Campo Limpo Paulista) Do que precisa: Telhas e lonas Ajuda financeira:Pix: Cpf 35255917800 (Vanessa Palma Vaiano) Telefone:11 99877-0762




3 visualizações0 comentário