Saúde volta a recomendar uso de máscaras em locais fechados ou com aglomeração



O aumento de casos de Covid-19 está levando cidades brasileiras a voltarem a obrigar ou recomendar o uso de máscaras em ambientes fechados.


A lista inclui ao menos uma capital, Curitiba, e mais cidades do interior dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, como Londrina (PR), São Bernardo do Campo (SP), Poços de Caldas (MG) e Canoas (RS).


Em Santa Catarina, órgãos de vigilância epidemiológica emitiram uma nota reforçando o uso da máscara contra a Covid-19, após alta nas internações de crianças e bebês. Bebês e crianças de menos de 5 anos de idade ainda não podem ser vacinados contra a doença no Brasil.


Algumas escolas em São Paulo (SP) também voltaram a exigir o uso da máscara.

A maioria dos municípios emitiu decretos que obrigam ou recomendam o uso apenas em escolas; outros incluíram, também, estabelecimentos de saúde, transporte escolar ou público e restaurantes.


"Na realidade, a gente nunca abandonou as máscaras – as máscaras deixaram de ser obrigatórias, mas existe uma recomendação, em todos os locais, e a gente nunca deixou de recomendar as máscaras para a população mais frágil", ressalta Alberto Chebabo, presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia.

O painel da Covid-19 em Curitiba já registra também um aumento de 171% na média móvel de novos casos em relação há 14 dias, com 1.466 confirmações. A média móvel de casos ativos de covid-19 também registrou um aumento de 289% em relação ao período anterior, com 10.356 pessoas em fase de transmissão da doença.

3 visualizações0 comentário