top of page

Como a coleta seletiva deve ser feita?




A coleta seletiva de lixo deve ser realizada de maneira organizada e eficiente para garantir a separação adequada dos materiais recicláveis e facilitar o processo de reciclagem.


O primeiro passo é a conscientização da população sobre a importância e o funcionamento do sistema. Isso pode ser feito por meio de campanhas educativas, palestras e distribuição de materiais informativos.


Os municípios geralmente implementam esquemas de coleta seletiva, fornecendo recipientes específicos para diferentes tipos de materiais, como papel, plástico, vidro e metal.



Os cidadãos devem ser instruídos a separar seus resíduos sólidos em casa, descartando cada tipo de material no recipiente apropriado. Os recipientes para coleta seletiva devem ser posicionados estrategicamente em locais de fácil acesso, como ruas, praças e condomínios.


Os resíduos coletados são encaminhados para centros de triagem, onde profissionais especializados realizam a separação manual dos materiais. Posteriormente, esses materiais são enviados para recicladoras específicas, que os processam para criar novos produtos.


É fundamental que o sistema de coleta seletiva seja integrado a políticas públicas eficazes e que haja parcerias entre governos, empresas e a sociedade civil para promover a sustentabilidade.


A fiscalização e a aplicação de penalidades para o descarte inadequado também desempenham um papel crucial na eficácia desse sistema.


A coleta seletiva demanda uma abordagem holística, envolvendo educação, infraestrutura adequada e a colaboração de diversos setores para garantir o sucesso na redução, reutilização e reciclagem de resíduos.

5 visualizações0 comentário
bottom of page