Homem aventura encontra sapo-cururu em Cajamar SP

Sapo-cururu... na beira do rio ... na beira do rio.

Imagino que você já ouviu essa música. Mas você já viu um sapo-cururu? Sabe como ele é?

Imagens Pedal Sensacional Cajamar | Rodrigo Braz


Na verdade, existem vários tipos diferentes de sapo-cururu. De modo geral, chamamos de sapo-cururu aqueles sapos que, quando comparados com outros sapos, possuem um corpo grande e largo. Por serem grandes, muita gente tem medo deles. E tem gente que tem medo porque acha que eles são capazes de jogar veneno nas pessoas.


Mas o fato é que o sapo-cururu não joga veneno em ninguém. Ele até possui veneno, mas esse veneno só sai se alguma coisa apertar seu corpo. Por exemplo, quando um cachorro o morde. E por quê você acha que o sapo-cururu faz isso? Será que é por maldade? Não! É porque essa é uma forma de defesa!


Outra maneira que o sapo-cururu tem para se defender é inflando seu corpo. Assim, ele parece ainda maior e causa medo em quem quer lhe fazer mal. E, infelizmente, tem muita gente que acaba fazendo mal aos sapos, muitas vezes por não conhecer sobre eles. Por causa disso, e também por outros motivos.


O sapo-cururu é um anfíbio! Assim como as rãs, as pererecas e alguns outros animais.


Resumidamente, chamamos de anfíbios um grupo de animais que precisa da água para ter seus filhotes mas que, quando crescem, podem viver no ambiente terrestre.


O sapo-cururu e todos os outros anfíbios são animais muito importantes. Eles são capazes de nos dizer quando a natureza precisa de cuidados. Além disso, eles nos ajudam comendo insetos: o sapo-cururu come até mesmo o mosquito da dengue!

Em Cajamar, Rodrigo Ferreira Braz - o homem aventura, encontrou em um de seus passeios pelas trilhas do município o famoso sapo, atraindo a curiosidade das pessoas que estavam com ele.


Braz, aproveitou e deu rápidas explicações sobre sobre o anfíbio, sobre sua importância para o meio ambiente e exemplos da crueldade dos seres humanos com o bichinho.

Homem aventura com o Sapo Cururu - ele foi solto na sequência e não foi exposto ao perigo


Agora que você já sabe a importância dos sapos-cururus e dos outros anfíbios, passe essa informação adiante! Quem sabe assim, ajudamos a preservar estes animais!



14 visualizações0 comentário