Quem tem medo de lagartixa?



Briba, labigó, lagartixa, osga, taruíra esses são alguns dos nomes populares brasileiros dados para esta espécie de réptil exótica, originária da África.


No Brasil, foi introduzida possivelmente por volta do século XVIII através dos navios negreiros.


E hoje ocorre em todas as regiões do país, tanto em ambientes urbanos como em alguns habitats naturais.


Existem mais de 400 espécies de lagartixas nas regiões quentes do mundo.

Totalmente inofensiva, a Hemidactylus mabouia e a Hemidactylus frenatus (família Gekkonidae) são as lagartixas que invadem as moradias humanas.


E provocam pânico nas pessoas por causa do seu andar rápido e desengonçado.

Este réptil, da ordem dos escamados, quando adulto não tem dimorfismo.

Pode medir entre 10 a 15 cm e viver cerca de 10 anos.


Sua pele fina tem coloração que varia entre tons de branco, marrom e cinza, com pequenas manchas escuras espalhadas pelo corpo.


As lagartixas são nocivas?

As lagartixas não oferecem risco à saúde do homem, pelo contrário, elas são animais que trazem benefícios.

Já que se alimentam de insetos como moscas, pequenas mariposas, traças e mosquitos – inclusive o mosquito transmissor da dengue.

Tem hábitos noturnos e pode ser encontrada próxima a fontes luminosas.

Passam a maior parte do tempo imóvel à espreita de presas.


Como a lagartixa consegue andar pelas paredes?

As lagartixas têm facilidade para subir em qualquer lugar.

Isso porque elas possuem uma espécie de pequenas laminas cobertas por pelos microscópicos em forma de ganchos.

E são esses pelos permitem a esses animais escalar muros, vidros de janelas e andar pelo teto de cabeça para baixo.


Como as lagartixas se reproduzem

São animais frágeis, de coloração bege clara e olhos escuros.

A reprodução é ovípara.

Geralmente, as fêmeas põe entre 1 ou 2 ovos e guardam em ninhos feitos em buracos e frestas bem escondidas.

A fêmea pode reproduzir-se o ano inteiro, principalmente nos meses mais quentes.


E por que lagartixas perdem a cauda

Por conta de uma estratégia de defesa!

Toda lagartixa tem a capacidade de perder a cauda.

Isso distraí o predador enquanto elas fogem para longe!

Posteriormente a cauda se regenera.

Esse processo todo é chamado de autotomia caudal.



Fonte: Pontobiologia



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Parque+